Seguidores

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

O poder do poeta...





Em nosso jardim florido,
mora um beija flor branquinho
pequenino e muito ágil,
é raro e parece ter alma.
Durante o dia inteiro sobrevoa
as flores mais coloridas
sugando seu mel fresquinho,
conhece toda a rotina da casa,
sabe exatamente a hora
em que meu amado acorda...
e lá está ele no mesmo horário
de sempre,a janela,o esperando abrir.
Paira no ar batendo
freneticamente suas asas
como a saudá-lo,todas as manhãs.
Na hora em que se prepara
para ir ao trabalho, o meigo beija flor
o espera no arco florido do portão de saída
como se estivesse desejando um bom dia.
É algo mágico,inexplicável, e o mais
surpreendente é que o branquinho
surgiu misteriosamente,
como se tivesse saído de
dentro de um sonho...
ele e meu amado parecem
conversar com um simples
olhar...
meu amado é Poeta....

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Amigos....seguidores





Meu Céu da Felicidade ...está em festa!!!!
Quero agradecer e abraçar carinhosamente a cada um dos   400 amigos seguidores...
Graças a cada um de vocês me senti  motivada,capaz de levar a ideia do blog adiante.
Graças ao carinho...em cada comentário, ao incentivo que cada um me ofereceu,
estou aqui hoje.
Estou feliz...consciente de que nem sempre mereci o elogio recebido,que sou apenas ,
como digo na minha frase do perfil,uma amante de poesia,extremamente romântica,apaixonada pela vida
e pelo amor. Estou aqui hoje para agradecer e dizer que esse espaço tem sido fundamental para
minha...  minha vida,meu dia a dia, auto estima, meus momentos de abrir  o coração e minha alma...
e deixar que eles falem por mim...muitas e muitas vezes fiquei emocionada com homenagens  recebida de amigos Poetas ... sou imensamente grata.
Obrigada...muito obrigada amigos, espero que continuem participando juntinho de mim
pois sem vocês o Meu Céu da Felicidade deixa de existir.....



Vera Portella

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Momentos mágicos

 
Chorando baixinho, como uma menina
emocionada e feliz...a jovem mulher
não consegue esconder seu contentamento
ao ouvir a apaixonada declaração de seu amado,
que a pega de surpresa... a toma em seus braços
e entre lágrimas confessa seu amor...
O homem em desespero lhe faz
um pedido de perdão, e implora por seu
abraço....
Olha dentro de seus olhos e fala de como
precisa de seu carinho e amor.
Fala de seus deslises...seu engano
sua maldade e de seu grande arrependimento
A mulher ouve seu desabafo...percebe a sinceridade
em suas palavras... apenas o abraça
fortemente, enquanto lagrimas de amor profundo
desce pelo seu rosto …
Ele a olha cheio de amor.
O amor entre ambos é indiscutível
Tomados de extremo desejo e paixão
vivenciam momentos mágicos ,
enlouquecidos se entregam
em delirantes momentos de entrega
e o amor se faz presente...
vibrante...forte...permanente....
Uma onda de prazer..
invade seus corpos quentes...
num vai e vem frenético e alucinante
murmuram palavras indecifráveis
...estão felizes....


sábado, 12 de janeiro de 2013

A espera....



O som do teu amor é suave como o
suspiro da brisa e doce como o mel
das colméias de minha terra.
Penso em ti como um cego  pensa na luz
E te desejo como um sedento   deseja
uma fonte...agora  enquanto aguardo teu
Retorno,fico melancólica , apreciando 
nossa inspiradora...que tantas vezes
Embalou nosso amor...
A lua cheia  sobre o horizonte,espalha no céu
Sua melancólica claridade, deixando cair em cheio
Sobre a baia sul um raio de seu brilhantismo,as ondas
em dôce   alfar, morrem na praia formando
murmurosa  fímbria  de prata.
Ralas e brancas nuvens se roçam
Pela calma montanha com o bafo do brando vento.
Um raio brilhante do astro da noite
Deita-se com todo fulgor sobre as serras,
Prateando com graça suas encostas.
A lua cheia mágicamente infiltra
em  minha alma tão apaixonada,
esse astro do amor,da saudade,
das recordações, e vejo pálidas  estrelas
na amplidão dos céus.
O Azul do céu é puro,e o ar é sereno
A brisa suave rareia as ondas das ramagens.
Alados habitadores dos floridos prados
 sacodem suas umedecidas asas, 
e eu  extasiada com tanta beleza
reuno todas as forças existentes em meu ser
Para suportar a   espera angustiante
de sua chegada...e finalmente em teus braços
Novamente...ouvirei o som do teu amor...

Ritual do Amor....






Anoiteceu
Todos se foram
Somos só eu e você
Em um universo só nosso
Ao deitar
Sinto sua respiração na minha face
Minhas mãos passeiam por seu corpo
Sua boca aproximando da minha
Com desejo
Com amor
Com carinho
Com calor
Sem palavras
Apenas gestos
Nada mais é necessário
Quando dois corpos se juntam
É instinto
Um compreende o outro
Descobrindo o que se promove nos demais instantes
As mãos se entrelaçam
Bocas respirando uma na outra
Exalando o que sentem
Transpirando desejos
Respirando tesão
Sussurrando gemidos
Até chegar no topo
O que era vivo
Morre por instantes
A mais erótica e intensa sensação
De amor, de tesão
Querem uma a outra
Por algo que vicia
E minutos depois
O ritual se inicia 


Doce Selvagem


terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Valsear Poético



Com os olhos fixos no mar

Ouvi as  ondas gemendo  e cantando

Num  valsear  poético embalavam   aves marítimas

Senti o verdadeiro significado da  vida.

A simples e  grandiosa harmonia da natureza.

O reflexo de tudo que há no mundo de belo e puro,

O espelho em que  se miram todos os

esplendores da terra.

A magia onde se imprimem

 a luz misteriosa do  ideal.

O frasco de ouro onde se encerra

A essência  de toda sensibilidade...

O amor e a lealdade resumida

Em uma só palavra...

POESIA...








domingo, 6 de janeiro de 2013

amor de céu azul




Um  leal coração e  álma pura
É quanto te tenho oferecido
Um  amor sempre firme e seguro.
Com meiguice  sensível, ouso
esperar  um acolhimento,um amor leal
Com verdadeiro  apreço.
Minha alma se alegra contigo.
Tens preso meu coração.
Atada, minha alma sente desejo de voar
Tal qual um pássaro,meu pensamento dança
Como uma borboleta descuidada.
Não quero um céu cor de chumbo
Nem rugidos de tempestades.
quero  amor de céu azul,
com nuvens  brancas e sol dourado.
Quero te ver  sorrindo em minha direção
Quero ver contigo  o brilho das estrelas
 a lua prateada,   junto a ti construir poemas
de amor,  ao som das águas do  riacho
e aroma de   flores  silvestres...
Desejo  seu poetar se fundindo   ao meu...
E nossos corpos entrelaçados em uma dança
De prazer desemfreado  e alucinante...
Quero ouvir seus sussurros e gemidos
Me enlouquecendo  mais e mais....
nessa doce carruagem que conduz
 como ninguém...

Descuidada




Tenho dormido sobre os sonhos, tropeçado nas esperanças. Ando descuidada com os espaços em branco, daí tanta permissão para rabiscos mal feitos, borrões e rasuras em minha história. Ando me escondendo do sol, mofando pelos armários, com hematomas na memória e escoriações na alma. Ando sangrando as palavras para que não sangre eu mesma, ou morra de tristeza e tédio como uma tela inacabada envelhecendo na parede. Ando sofrendo, mas sei que isso passa antes que eu peça a conta e vá embora.

Aíla Sampaio