Seguidores

sexta-feira, 2 de abril de 2021

Ah o tempo!!

 




Antes que a esponja do tempo apague de minha memória, minhas inspirações, quero deixar um rasto luminoso de poesia. Não me deixem esquecer que
Pedras choram...
Árvores gemem e que meus versos são a voz da vida.
Poeta deseja ser pássaro, aspira voo, voar, sondar céus. Ver o nascer do dia dourando o topo dos cerros.
A natureza saúda o festivo amanhecer, surgindo a luz com seu brilho, um chuveiro de pérolas inundando um mar de flores.
Não me deixem esquecer...as pitangueiras no arvoredo dos capões, frutos que simbolizam pudor, pitangueiras de sombras suaves e refrigerantes. Não me deixem esquecer os meses do amor e da poesia.
Meses dos araçás, de olhares ternos e eloquentes. que atrai o viajante e os pássaros dos céus.
Quero poetizar pois poesia é o que move uma por uma as fibras de meu coração., como um beijo de primavera. Poesia ,maga poesia, tu transparece s em cada copa, em cada pétala em cada folha de meu jardim. Ah...o tempo não me deixe esquecer.

Devaneios







Sinto calafrios só em pensar no minuano, com seu sopro glacial.
Prefiro o sorriso da primavera, como sinal de esperança, colorindo os prados.
Desabotoando pétalas, espalhando perfumes.
Alegrando passarinhos que ensaiam cantos melodiosos, beija flor esvoaçando por perto
Apaixonado por lírios silvestres., tudo isso me encanta.
No céu nuvens brancas passam nos braços da primavera, lindas, como pérolas de orvalho
Subindo ao céu nos raios do sol.
A carranca do inverno me entristece, gélido, espancando, revolvendo no céu nuvens escuras,
Lançando um olhar desbotado sobre a terra.
Minha alma é primavera, esplêndida manifestação de Deus.
Fonte de alegrias e poesias...


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

tempo

tempo
...ainda o tempo ...
tripudiando a razão, nos fazendo acreditar em sonhos e fantasias ...
marcando com chispas de fogo e luz nosso caminho ...
É como uma estrela cadente que ao olharmos já passou ...
foi embora para nunca mais voltar ...
deixando uma sensação de tê-la visto iluminada ...
Abstrato mágico ... beleza desconhecida ... ilusão que nos toca
trazendo a utopia da velhice, numa sensação que fere os olhos ...
renovando a cada dia sempre com os mesmos ontem da juventude
onde fatos existenciais aconteceram sem podermos mudá-los ...
...e imortais nunca temos tempo ...
nascemos e morremos todos os dias aprendendo no tempo
E com o olhar enrugado de sonhos e amor ...
adoçamos o prazer de estarmos com saúde e ainda trabalhando
num tempo onde ainda temos valor!.

Amores

Momentos de pura emoção não conseguimos esquecer...meus adotados ou foram eles que me adotaram? Preferidos!!

VIDA


Que o amor seja presente em teu destino
com compreensão e poesia ...
Correndo com você em busca de um
novo jeito de acontecer ...
Dando de si na importância de construir
um sonho eterno ...
Abrindo seus braços confiantes ao futuro ...
na alegria de quem gosta
Que tenhas a vida compartilhada, beijada,
amada, ajoelhada no chão dos sonhos e
com todos os sentidos nas estrelas
impressionando a retina com o brilho de suas
inspirações que se elevam no prazer, no delírio
de escrever numa fina folha toda sua serenidade
e ternura, proclamando o que já sentiu de beleza.
És um delírio dançando na poesia ...

Meu licor

Meu licor...
É uma habilidade poder compartilhar
detalhes íntimos, delicados e profanos
de experiências que podem acontecer
entre os sonhos ,fantasias,magia e amores .
É ter a chance de amealhar amigos que
compartilhem comigo a arte deliciosa de
sonhar, aprender com erros, alcançar o
emocional da magia, do fetiche, da ilusão,
das reais experiências, acreditando no Amor.
Todo mundo pode identificar e doar sentimentos,
extasiar-se diante do brilho da ilusão...
mas só o toque do Amor em nossos corações
pode nos transformar em seres melhores e sonhadores.
Poemas ...poesias, meu licor inebriante!
Obrigada
aos amigos que me alegram ao lerem meus modestos textos.

Q
Quando dois corpos se juntam
É instinto
Um compreende o outro
Descobrindo o que se promove
 nos demais ins
tantes
Sentir cada segundo como uma eternidade
E a eternidade como um segundo
Vou te ter entregue a mim
Aos nossos desejos

As mãos se entrelaçam
Bocas respirando uma na outra
Exalando o que sentem
Transpirando desejos
Respirando paixão
Sussurrando gemidos
O que era vivo
Morre por instantes
A mais erótica e intensa sensação
De amor, paixão
Querem uma a outra
Por algo que vicia
E minutos depois
O ritual se inicia
 
Com desejo
Com amor
Com carinho
Com calor
Sem palavras
Apenas gestos
Nada mais é necessário
Quando dois corpos se juntam